Como apoiar estas Escolas?

Há várias maneiras de apoiar estas escolas:

O desenvolvimento e crescimento da rede de escolas profissionais de Moçambique leva à necessidade de uma procura sistemática de diversos tipos de apoios para a consecução dos objetivos propostos.

Neste contexto, em cada um dos países e junto de um leque diversificado de atores locais, regionais, nacionais e internacionais, poderão ser obtidos diversos tipos de apoio, material ou financeiro.

Cabem neste conjunto de atores interessados em apoiar o projecto:

  • Empresas
  • Instituições de ensino
  • Instituições sociais, desportivas e culturais
  • Fundações
  • Institutos governamentais de apoio ao desenvolvimento
  • Outros

Estes atores poderão apoiar este projeto de diversas maneiras, nomeadamente;

a)      Apoios financeiros diretos;

b)      Apadrinhamento de alunos moçambicanos atribuindo-lhe uma bolsa que lhe permita continuar estudos em Portugal;

c)       Oferta de livros, material informático, material oficinal, material de laboratório, etc;

d)      Promoção  do funcionamento, numa escola já existente, de novas ofertas formativas (novos cursos);

e)      Oferta às escolas de vários tipos de equipamento, no âmbito do FAPP, (Fundo de Apoio a Pequenos Projectos), até ao montante de € 6.000,00 por escola.

f)       Outras

A constituição (em Moçambique e em Portugal) de “Mesas Locais de Doadores”, em articulação com a entidade gestora do projeto, (Fundação Portugal África) podem desenvolver apoios complementares para melhoria e afirmação deste projeto.

Há também que encarar a possibilidade de docentes portugueses (quer da formação sociocultural quer da formação técnica, tecnológica e prática) poderem vir a desenvolver, em regime de voluntariado, nas escolas profissionais de Moçambique “clínicas pedagógicas” de curta duração que ajudem a formar e a informar técnica e pedagogicamente os professores moçambicanos.

Última alteração: quinta-feira, 14 junho 2012, 17:22
Seguir para a frente de Navegação

Navegação