As Escolas

 

Distribuídas por todo o país as escolas profissionais de Moçambique tem vindo a assumir um papel de motor do desenvolvimento das regiões onde estão inseridas adequando a sua oferta formativa ao contexto socioeconómico local existente.

Dispõem de laboratórios oficinais e agrícolas onde os alunos desenvolvem a formação em contexto de trabalho. Dispõem, ainda, de Departamentos de Produção Escolar que respondem a encomendas externas. Tem especial significado a produção de mobiliário escolar.

Para além da sua missão educativa e formativa tem tido uma intervenção social muito positiva, nomeadamente:

  • Dinamizando a construção de habitações em alvenaria, substituindo as habitações tradicionais;
  • Melhorando a dieta alimentar local, com a introdução do consumo de peixe, caso da exploração piscícola da Escola de N’Gaùma  (Niassa) e de Chimoio (Manica)
  • Fornecendo às comunidades bens e serviços produzidos nas oficinas escolares;
  • Desenvolvendo campos de ensaios agrícolas e fomentando o extensionismo rural;
  • Facilitando às populações a moagem de cereais;
  • Capacitando agricultores através de pequenos cursos de formação;
  • Divulgando novas variedades de plantas;
  • Sensibilizando os agricultores para a necessidade de economizarem água;
  • Desenvolvendo e fomentando localmente a prática desportiva;
  • Intervindo na sensibilização das populações para temas como o HIV/SIDA e outras DTS, erosão costeira e abate indiscriminado das florestas.

Última alteração: terça-feira, 29 maio 2012, 15:33
Seguir para a frente de Navegação

Navegação