Estrutura dos cursos

 

Os cursos ministrados nas escolas profissionais têm uma estrutura que compreende um período de formação na escola e um período de formação nas empresas.

O período de formação na escola abrange as seguintes componentes de formação:

  • a) Sociocultural, formada por duas sub-componentes: a geral, constituída pelas disciplinas de Português, Inglês, Mundo Actual e Educação Física  e a científica de base constituída por um conjunto de disciplinas que suportarão técnica e cientificamente as aprendizagens da componente técnico-profissional;
  • b) Técnico-profissional, variável em função do conjunto de áreas de formação e que visa favorecer aprendizagens em domínios específicos do saber, aplicados no exercício profissional dos vários tipos de actividades económicas;
  • c) Área de projecto profissional, que visa criar um tempo dedicado ao desenvolvimento por parte do aluno/formando de um projecto concreto de aplicação dos conhecimentos e da experiência adquiridos ao longo da formação.

As componentes referidas em b) e c) têm 60% do peso total da carga horária prevista para a parte escolar do curso.

O período de formação nas empresas traduz-se na realização de um estágio profissional. Para os alunos que queiram prosseguir estudos e adquirir competências profissionais relacionadas com o “saber supervisionar e conduzir” o “ano complementar”.

Poderão matricular-se no ano complementar os alunos que tendo completado o nível 2, com estágio realizado, obtenham uma média igual ou superior a 12 valores.

Os cursos de nível 2 têm a duração de 2 anos, ocupando 2 520 horas de formação em contexto escolar. Segue-se o período de realização de estágio profissional.

O ano complementar tem uma carga letiva de 1 120 horas.

Última alteração: terça-feira, 29 maio 2012, 15:51